Imagem de destaque MEDALHA IVAN LOPES - Secretário de Meio Ambiente receberá a principal comenda da Câmara de Montes Claros

MEDALHA IVAN LOPES - Secretário de Meio Ambiente receberá a principal comenda da Câmara de Montes Claros

30/06/2020 - 15:05
ASCOM | Texto: Luis Carlos Gusmão | Fotos: Fábio Marçal

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura de Montes Claros, Paulo de Faria Ribeiro, foi escolhido por unanimidade pela Câmara Municipal para receber, neste ano de 2020, a Medalha Ivan José Lopes de Honra a Montes Claros, a mais importante condecoração do Município, conferida pelo Legislativo montes-clarense às pessoas com efetiva contribuição e serviços prestados ao crescimento da cidade. Tradicionalmente a medalha é entregue no dia 3 de julho, aniversário da cidade, porém, com a pandemia do novo coronavírus, a Casa, junto com o homenageado, definirá uma data futura, quando o isolamento social acabar.

Paulo Ribeiro também foi secretário de Meio Ambiente entre os anos de 2005 e 2007, sendo responsável pela criação da pasta do Meio Ambiente no âmbito da Administração Municipal, buscando dessa forma implementar políticas públicas permanentes e irreversíveis para a conservação de áreas verdes no município e a consolidação do processo de educação ambiental. Em sua primeira gestão como secretário municipal implementou um amplo programa de arborização urbana, com o plantio e a distribuição de mudas em toda a cidade, contribuindo para uma Montes Claros mais bonita, arborizada, colorida e com muito mais verde em todos os bairros, praças e jardins.

Ribeiro foi um dos autores da Lei Municipal do Ecocrédito (primeira lei brasileira que prevê o pagamento aos produtores rurais pela preservação ambiental, sobretudo em áreas de recarga e nascentes) e do Vale Verde, que disponibiliza transporte coletivo gratuito nos fins de semana e feriados para áreas verdes da cidade, especialmente os parques municipais. Ele também coordenou o processo de criação do Parque Estadual da Lapa Grande, com o objetivo de proteger os mananciais e grutas, além do sítio arqueológico presente na Unidade de Conservação, e foi o idealizador da Expedição Caminhos dos Geraes, criada com o objetivo de avaliar a situação do patrimônio natural da região, catalogando espécies e avaliando possíveis danos ambientais decorrentes da prática inadequada de silvicultura, mineração e produção de carvão.

Foi secretário municipal de Comunicação e Articulação Institucional, conduzindo uma experiência de abertura do diálogo da Administração Municipal com a cidade e os seus diversos públicos. Foi presidente do Diretório Estudantil de Montes Claros (DEMC), de 1979 a 1980, tendo realizado, na Praça da Catedral de Montes Claros, o primeiro grande ato público contra o regime militar.

Foi presidente da Fundação Darcy Ribeiro no período de 2008 a 2016, e permanece membro do seu Conselho Curador. A instituição cultural e educacional de pesquisa e  desenvolvimento científico foi criada por Darcy Ribeiro com o objetivo de manter vivos seu pensamento e ideias. Foi assessor de Darcy Ribeiro na Secretaria Extraordinária de Ciência e Cultura do Estado do Rio de Janeiro, na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais e no Senado Federal. Presidiu: a Fundação Roquette Pinto, administradora da TVE Brasil e da Rádio MEC, vinculada à Secretaria Nacional de Comunicação da Presidência da República; a Rede Minas de Televisão; e a Companhia de Habitação de Minas Gerais - Cohab. Criou e implantou em Montes Claros a TV Geraes, emissora educativa e com forte produção local.

Nos últimos três anos, como Secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, atuou, juntamente com a Administração Municipal, na criação dos parques Sagarana, Canelas, Belvedere, Mangues e Jardim Olímpio; na implantação da Onda Verde, programa que leva internet de graça para os parques e praças da cidade; e do Artes nas Praças, programa que vem embelezando Montes Claros com várias esculturas espalhadas pela cidade.