Imagem de destaque MEIO AMBIENTE - Prefeitura solicita medição da barragem de Juramento

MEIO AMBIENTE - Prefeitura solicita medição da barragem de Juramento

05/02/2019 - 14:43
ASCOM | Direção: Mateus Maia | Texto: Pedro Neto | Fotos: Divulgação

O Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente (Codema) de Montes Claros vai pedir a realização de batimetria na barragem de Juramento. O processo, que deverá ser feito pela Companhia de Saneamento e Abastecimento de Água (Copasa), irá medir a profundidade do reservatório. Inaugurada em 1982, a barragem ainda não passou por esta análise, situação que preocupa autoridades e população em geral, tendo em vista a crise hídrica registrada no Norte de Minas com necessidade, inclusive, de racionamento de água em Montes Claros, de três anos para cá, causando incertezas e transtornos aos mais de 460 mil habitantes do maior município da região.

A solicitação será feita pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Paulo Ribeiro, também presidente do Codema, durante reunião a ser realizada na próxima quinta-feira, dia 14, no auditório da Secretaria. A decisão foi anunciada esta semana, em uma reunião que teve a presença de mais de 50 lideranças comunitárias de Montes Claros. “A barragem foi inaugurada em 1982 e nunca foi feita esta medição, que permite conhecermos melhor e com detalhes a real profundidade da barragem, bem como sua capacidade de armazenamento de água”, salientou o secretário. Caso a batimetria comprove assoreamento, será necessário fazer o processo de retirada de terra e areia do leito, a fim de garantir a capacidade total de armazenamento e maior tranquilidade à população.

O reservatório foi projetado para 45 milhões de metros cúbicos de água, número que já pode ter sido alterado pelo assoreamento natural ao longo de mais de três décadas. A batimetria é expressada cartograficamente por curvas que unem pontos da mesma profundidade com equidistâncias verticais, semelhantes às de nível topográficas. “Basicamente, o processo tem como objetivo levantar a topografia do fundo de barragens e reservatórios. Com estes dados é possível verificar o assoreamento (sedimentos depositados no fundo), sua capacidade volumétrica e volume da massa d’água”, concluiu o secretário, aproveitando a oportunidade para orientar aos produtores interessados em construir barraginhas para que se preocupem desde já com estas situações futuras.

Brasão Prefeitura Montes Claros - MG

Av. Cula Mangabeira, 211 - Centro - CEP: 39.401-002 | Montes Claros - MG-Brasil
(38) 2211-3000