Imagem de destaque Programa Jardim para Borboletas homenageou 12 mulheres em Montes Claros

Programa Jardim para Borboletas homenageou 12 mulheres em Montes Claros

30/06/2020 - 18:17 | atualizado em 30/06/2020 - 18:28
ASCOM | Texto: Luis Carlos Gusmão | Fotos: Fábio Marçal

A Prefeitura de Montes Claros, em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais, irá homenagear a oncologista Priscila Miranda, a "Dra. Priscila", com um jardim e uma escultura gigante de borboleta, através do programa “Jardim para Borboletas”, que tem como objetivo homenagear mulheres que foram e que são destaques na sociedade montes-clarense.

A obra de arte, feita de aço e material reciclável pelo artista Gu Ferreira com o apoio dos reeducandos do Programa Para Além das Prisões, está afixada no Trevo da Cowan, no encontro das avenidas Geraldo Athayde com Plínio Ribeiro. “Estaremos inaugurando a décima segunda escultura deste importante programa 'Jardim para Borboletas', numa parceria com o Ministério Público que, além de embelezar a cidade, se destaca pela boa aceitação popular e pela relevância social, devolvendo dignidade aos reeducandos e às pessoas em situação de rua, que estão sendo contratadas, sem ônus para a municipalidade, para cuidar dos jardins e das obras de arte”, disse o secretário municipal de
Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Paulo Ribeiro.

Quem é Drª Priscila?

Priscila Bernardina Miranda Soares é Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes (2010). Possui graduação em Medicina pela Unimontes (1994). Especialista em Oncologia Clínica pela Santa Casa de Belo Horizonte (1997), com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cancerologia/Oncologia Clínica (1998). Pós-graduada em Cuidados Paliativos pela Casa do Cuidar (SP) em 2011. Pós-graduada em Cuidados Paliativos por HARVARD MEDICAL SCHOOL (2014). Fundadora e Presidente da ASSOCIAÇÃO PRESENTE DE APOIO A PACIENTES COM CÂNCER – PADRE TIÃOZINHO. Coordenadora do projeto de colaboração clínico-científica entre Associação Presente e UNIMONTES.

Atualmente é oncologista e paliativista da ONCOVIDA – HOSPITAL DIA, diretora clínica da ONCOVIDA – HOSPITAL DIA, médica credenciada da residência de geriatria da UNIMONTES,  professora convidada do 4° modulo de proliferação do curso de Medicina da UNIMONTES e coordenadora da Liga de Cuidados Paliativos do Norte de Minas das Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – FIPMOC e das Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE. Possui experiência em oncologia, com ênfase em câncer de mama, próstata, gastrointestinal e cuidados paliativos.

PROGRAMA JARDIM PARA BORBOLETAS – Já foram homenageadas pelo programa a promotora Ana Heloísa Marcondes Silveira (Praça da Rodoviária); a enfermeira Antônia Colares, a "Tonha da Santa" (avenida Mestra Fininha com Deputado Esteves Rodrigues); a doméstica Maria da Conceição Silva, a "Maria de Custodinha" (Trevo da Sion); a educadora Marina Helena Lorenzo Fernândez Silva (Praça da Rosa Mística); a religiosa Joana Maria Juliana Wandekeybus, a "Irmã Veerle" (avenida Deputado Esteves  Rodrigues com Sidney Chaves); a educadora Yara Souto (futura Praça Yara Souto, no Todos os Santos); a musicista Clarice Sarmento (encontro da avenida Bio Lopes com a rua João Martins, no Grande Renascença); a escritora Yvonne Silveira (Avenida São Judas Tadeu); a professora e folclorista Zezé Colares, na praça Doutor João Alves (Automóvel Clube); a professora Heloísa Sarmento (Praça Engenheiro Joaquim Costa), nas proximidades do Hospital Dilson Godinho; e a professora América Eleutério Nogueira, na Praça João Catoni.