Imagem de destaque DIA INTERNACIONAL DA MULHER - Prefeitura de Montes Claros tem se destacado nas ações em prol das mulheres

DIA INTERNACIONAL DA MULHER - Prefeitura de Montes Claros tem se destacado nas ações em prol das mulheres

06/03/2020 - 15:24 | atualizado em 06/03/2020 - 18:18
ASCOM | Texto: Daniel Moraes | Fotos: Fábio Marçal

Já foi o tempo em que Montes Claros poderia ser considerada uma “cidade pequena”. Com uma população flutuante estimada de 400 mil habitantes, o município é o maior de toda a região Norte de Minas, sendo considerada um polo universitário, industrial, cultural, artístico e econômico, atraindo pessoas de todo o entorno, seja para estudar, ter acesso a um tratamento de saúde, arrumar um emprego ou mesmo empreender.

Com alguma coisa de cidade pequena, mas crescendo a cada dia, Montes Claros hoje respira ares cada vez mais modernos. Prova disso é o papel fundamental exercido pelas mulheres da cidade, que, sendo pouco mais da metade da população, vêm ocupando, a cada dia, mais papéis relevantes na sociedade, muitos deles até então exercidos quase que exclusivamente por homens. Elas estão em todos os lugares: nos cargos de chefia das grandes empresas, sendo proprietárias e administradoras de empreendimentos de vários portes, como fazedoras e promotoras da arte e da cultura, e também na política, um ambiente que, no Brasil, ainda é majoritariamente masculino. Montes Claros tem, hoje, o maior número de vereadoras de sua história: 4, de um total de 23 edis. Ou seja, o avanço está acontecendo, embora ainda haja muito a melhorar.

Na Administração Municipal, as mulheres estão em todos os lugares. Dos 9.343 servidores municipais, 6.433 são mulheres. Mulheres estão à frente, também, das duas pastas com o maior orçamento do Município: Saúde e Educação, que responderam, juntas, por mais da metade dos gastos de recursos próprios do Município no ano de 2019.

Nos últimos anos, a Prefeitura vem realizando diversas ações para valorizar e proteger essa parcela da população. Um bom exemplo é o Decreto Municipal nº 3.790, de 18 de dezembro de 2018, que instituiu a Política Institucional de Enfrentamento ao Assédio Sexual. Assim, a Ouvidoria Geral passou a ficar responsável pelo atendimento individualizado e sigiloso às pessoas assediadas, com encaminhamento aos serviços públicos que disponibilizam apoio psicológico e social e envio da denúncia ao órgão competente.

A Prefeitura também reativou o Conselho Municipal da Mulher, órgão colegiado que tem por finalidade contribuir na elaboração de políticas públicas para as mulheres, além de fiscalizar, controlar e monitorar o cumprimento das ações constantes no Plano de Políticas para as Mulheres.

Também foram aprovadas, em 2017 e 2018, duas leis municipais que ampliaram a licença maternidade para as servidoras municipais. O período de licença passou de 120 para 180 dias, significando mais qualidade de vida para as mães e o fortalecimento do vínculo com o bebê. Também foi ampliado o período de licença para as mulheres que adotam. Para a adoção de crianças com até um ano de idade, o período de licença dobrou, passando de 60 para 120 dias. Para os filhos adotivos com idade entre 1 e 18 anos, a licença cresceu de 15 para 45 dias.

Outra importante ação de reconhecimento ao valor das mulheres, desta vez no campo cultural, vem do programa “Jardim para Borboletas”, uma parceria da Prefeitura de Montes Claros com o Ministério Público Estadual de Minas Gerais, que tem a finalidade de homenagear mulheres que são ou que foram influentes na nossa sociedade. As homenageadas recebem esculturas gigantes de borboletas, que são instaladas em praças e rotatórias da cidade. Já foram homenageadas pelo programa a promotora Ana Heloísa Marcondes Silveira (Praça da Rodoviária); a enfermeira Antônia Colares, a "Tonha da Santa Casa" (avenida Mestra Fininha com Deputado Esteves Rodrigues); a doméstica Maria da Conceição Silva, a "Maria de Custodinha" (Trevo da Sion); a educadora Marina Helena Lorenzo Fernândez Silva (Praça da Rosa Mística); a religiosa Joana Maria Juliana Wandekeybus, a "Irmã Veerle" (avenida Deputado Esteves Rodrigues com Sidney Chaves); a educadora Yara Souto (futura Praça Yara Souto, no Todos os Santos); a musicista Clarice Sarmento (encontro da avenida Bio Lopes com a rua João Martins, no Grande Renascença) e a escritora Yvonne Silveira (Avenida São Judas Tadeu). As próximas homenageadas serão: Zezé Colares, Heloísa Sarmento e Dra. Príscila.

Na área da Saúde, a Prefeitura realiza, todos os anos, a Campanha Outubro Rosa, que tem o objetivo de combater o câncer de mama, que é o tipo que mais mata mulheres no Brasil. A Campanha consiste de diversas ações de conscientização, além da oferta de exames de mamografia, essenciais para a detecção precoce da doença. A cidade conta também com uma Unidade de Saúde da Mulher, que presta atendimentos de prevenção e tratamento de diversas doenças. No local são oferecidas consultas especializadas com ginecologistas, mastologistas e pediatras.

Na unidade, as mulheres recebem acompanhamento para a gestação de alto risco, cirurgias de alta frequência, mamografia, ultrassonografia, fisioterapia e cirurgia de colo do útero. A Unidade está localizada na Policlínica Dr. Hélio Sales (Avenida Donato Quintino, 341 - Canelas II), com funcionamento de segunda a sexta-feira.

E, ainda nesse mês de março, a Prefeitura irá inaugurar o Centro de Referência da Mulher, que vai intensificar o apoio à população feminina de Montes Claros.